Horário de Atendimento

Seg - Sex: 8.00 - 18.00

Aos Sábados das 8h às 15h

 

Como proteger a audição das crianças em lugares barulhentos?

Expor a criança a barulhos (de ruídos à músicas) muito fortes pode causar danos irreversíveis à audição dela. Para evitar uma perda auditiva, fique atento a estes cuidados.

Você sabe como funciona a audição? A criança começa a ouvir desde a 16a semana de gestação, sendo capaz de nascer já reconhecendo a voz dos pais. Tudo isso graças aos ouvidos, que vão muito além da orelha externa, mas têm uma comunicação direta com o sistema nervoso, fazendo com que a gente ouça e compreenda cada som.

No vídeo abaixo, pesquisadores da Disciplina de Telemedicina do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicinada Universidade de São Paulo demonstram como funciona a audição:

Como funciona a audição?

Volume limite
Quando ficamos expostos a barulhos muito fortes, essas delicadas estruturas se sobrecarregam, podendo sofre sequelas irreparáveis e, assim, levar à perda auditiva.
Para garantir a saúde da audição e evitar perda auditiva, podemos pensar que quanto maior a intensidade (volume) do barulho, menor deve ser o tempo de exposição ao mesmo.

Fonte: hearingaidsolutions.co.uk

Quanto maior a intensidade do barulho, menor deve ser o tempo de exposição ao mesmo. Uma forma simples de saber se o barulho está alto demais, é você reparar se está precisando aumentar o volume de sua voz para se ouvir. Se estiver falando mais alto que, estará diante de uma situação com barulho excessivo.
Se for um evento esporádico, como um show ou uma apresentação em estádio, os riscos são menores do que se a exposição a fortes barulhos for algo frequente na rotina do bebê.

Representação dos níveis de intensidade dos sons da fala e ruídos externos.

Em ambos os casos, a proteção dos ouvidos é indispensável!
Para shows, bloco de carnaval, jogo de futebol, …, o uso de protetores auriculares é super recomendado, porque ele bloqueia uma parte das ondas sonoras que chegam aos ouvidos da criança, amenizando a intensidade do som que percorrerá seus ouvidos. Pra você ver como este assunto é sério, os protetores para as crianças passam pelos mesmos controles de qualidade que os equipamentos de segurança de trabalhadores de aeroportos.
Quando nos referimos aos barulhos do dia a dia, como brinquedos e músicas em equipamento eletrônico doméstico, vale controlar o volume sempre e também o tempo de exposição, que preferencialmente não deve exceder 30 minutos ao dia.
Já aqueles eventos esporádicos, como seguir o trio elétrico no bloco infantil de Carnaval, os protetores auriculares devem fazer parte da fantasia e a criança preferencialmente deve ficar exposta no máximo 1 hora à toda esta folia sonora!
Casos em que a criança refira incômodo na região dos ouvidos, deve-se investigar com um médico otorrinolaringologista.

Deixe seu comentário


%d blogueiros gostam disto: